Blog
Ufla Júnior

12 principais áreas de atuação para alguém formado em administração.

3 de Maio de 2019 16:38

O curso de administração tem como característica a oportunidade de trabalho em diversas áreas, já que a sua didática oferece uma ampla preparação, ou seja, um aluno de administração se forma tendo conhecimentos e habilidades para trabalhar em diversas áreas. Sabendo disso, a UFLA JR. elaborou uma lista das 12 principais áreas onde um administrador pode construir sua carreira, abrangendo os pontos positivos e negativos de cada uma, e quais competências profissionais elas exigem.

 

Indústria

A parte de indústria abrange empresas que trabalham na produção de algo, transformando matéria prima em algum produto. Dessa forma, os administradores nesse setor são contratados para trabalhar principalmente em: Gestão de recursos humanos, Gestão de produção e operações, Administração Financeira.

Assim, exige-se que os administradores tenham grande conhecimento técnico no setor que for empregado, além de ter um perfil que abrange a pontualidade, harmonia com normas e regras, e satisfação com estabilidade.

 

  • Pontos positivos:

    A capacidade de ascensão de cargos, benefícios que elas oferecem (como Vale transporte, vale alimentação, cesta básica; plano de saúde e o plano odontológico; auxílio-creche; participação nos lucros; bolsas de estudo, horário flexível) podendo variar de acordo com qual indústria o indivíduo trabalha.

 

  • Pontos negativos:

    A falta de liberdade e autonomia, tendo que ser submisso a uma série de cargos chefiados. Conhecimento restrito ao seu setor de trabalho.

 

Empresas de Consultoria:

Refere-se às empresas que trabalham com a prestação de serviços, através de aconselhamentos que buscam aprimorar algo ou resolver os problemas de seus clientes. Para administradores as consultorias são de âmbito empresarial.

Essa área demanda que o profissional: tenha grandes conhecimentos sobre o âmbito empresarial (o que pode ser apreendido dentro da empresa), tenha habilidades de articulação para ofertar sua maneira de ajudar as empresas, além de ser muito valorizado que seja criativo e inovador.

 

  • Pontos positivos:

    Desenvolve habilidades como oratória, marketing pessoal, e trato com o cliente, além de ser um impulsionador do seu networking.

 

  • Pontos negativos:

    É um trabalho exigente, e que algumas vezes pode restringir a sua autonomia, já que seu trabalho deve estar de acordo com a vontade do cliente.

Bancos:

Refere-se às instituições financeiras que prestam serviços de caráter financeiro para seus clientes. Dentro desse setor o administrador pode trabalha r em funções características de bancos, como efetuação de pagamentos, abertura de contas, entre outras. Ou na administração de algum setor, ou até mesmo banco em si.

Essa área demanda que o profissional seja especializado, harmonioso com a estabilidade e capaz de lidar com o excesso de pressão e estresse.

 

  • Pontos positivos:

    Os salários e benefícios oferecidos pelos bancos são frequentemente apontados quando se fala de banco. Mas também surgem coisas como: status e a capacidade de ascensão.

 

  • Pontos negativos:

    O excesso de pressão sobre o cumprimento das metas, o nível de estresse elevado, encargo excessivo de trabalho e a dificuldade de não “levar trabalho para casa”, podem-se ser facilmente apontados.

 

Perito Judicial:

Refere-se à área onde os administradores trabalham como fiscalizadores em coisas relacionadas à administração. Sendo necessária, geralmente em casos de ações judiciais. Assim, abrangem-se casos como registro de empregados, contratos de financiamento, cobranças e registros de FGTS, entre outras. Ademais, não é necessário que se realize algum concurso, fator muito valorizado pela maioria dos indivíduos graduados.

Essa área demanda que o profissional entenda de perícia, saiba realizar laudos, e como funciona o procedimento de perícia.

 

  • Pontos positivos:

    Quanto à situação acadêmica exige-se apenas que o indivíduo seja graduado em Administração.

 

  • Pontos negativos:

    É necessário que se seja nomeado por um juiz, ou indicado por alguém que trabalha na área.

 

Empresas estatais:

Nesse âmbito, um administrador pode exercer inúmeras funções como ser desenvolvedor de pesquisas e estudos, realizador de planejamentos e orçamentos, além de poder trabalhar com processos de licitação, entre outras.

Essa área demanda que o profissional exerça concursos públicos, tenha ciência mínima da constituição, e prestígio por um trabalho que ofereça segurança ao invés de liberdade.

 

  • Pontos positivos:

    Os salários oferecidos possuem uma média muito alta. Além de que nesse setor, existem muitas vagas para alguém desse curso.

 

  • Pontos negativos:

    A empresa é suscetível ao poder estatal, ou seja, decisões políticas influenciam diretamente no seu trabalho.

 

Trabalho no setor acadêmico:

Nesse campo, o administrador trabalha na realização de pesquisas, ou na ministração de aulas. Podendo ter trabalhos, artigos e projetos publicados em seu nome. Além que ganhar grande prestígio em suas obras, de acordo com a universidade em que trabalha. Além disso, pode trabalhar também com realizações patenteadas que podem trazer-lhes uma renda considerável.

Exige-se que o profissional tenha um amplo conhecimento, e grandes realizações acadêmicas, como graduações, pós-graduações, mestrados e doutorados. Sendo necessário também, dependendo de qual universidade se está que o indivíduo possua contatos (uma rede de networkings) com profissionais da área.

 

  • Pontos positivos:

    Essa área possui grande prestígio social, além de que depois de um tempo de carreira, percebe-se um grande retorno financeiro. No entanto, existe a possibilidade do indivíduo receber bolsas, que auxiliam a sua vivência durante a realização das obras.Descubra qual área administrativa você mais se identifica…

  • Pontos negativos:

    É necessário que se faça concurso, e inicialmente não recebe retorno financeiro significativo.


Negócio Próprio:

Uma das grandes vantagens do curso de administração sobre os demais, é que ele oferece para os seus alunos, os conhecimentos necessários para a aquisição de um negócio próprio, que pode ser visto também, como uma segunda alternativa, caso o aluno não se encontre totalmente no seu curso.

Nesse campo exige-se que o indivíduo tenha capacidade de lidar com riscos, com uma renda variável, com um excesso de tarefas, e que tenha facilidade e gosto por tomar decisões importantes, visto que é a ação mais importante de alguém que tem seu próprio negócio.

 

  • Pontos positivos:

    Oferece autonomia e liberdade ao indivíduo, e em caso de sucesso do negócio, oferece um grande retorno financeiro, além de trazer muito prestígio e status para o dono.

  • Pontos negativos:

 É uma área de risco, que exige muito das pessoas que estão responsáveis, que precisam tomar as decisões, se responsabilizarem por elas, arcar com tarefas complexas diariamente e não oferece os benefícios de um emprego formal.

Áreas de comércio exterior:

Abrange tudo quanto se envolve comércio com instituições ou pessoas físicas no exterior. Onde o administrador pode trabalhar controlando o processo dos acordos, dos pedidos, e até mesmo o de preparo até a entrega.

Exige-se que o indivíduo tenha fluência em outro idioma, além do seu nativo, e que ele se mantenha atualizado das situações políticas e econômicas globais. Ademais, é preciso que o indivíduo tenha raciocínio rápido para lidar com as negociações internacionais e tenha um bom relacionamento interpessoal, para casos em que o transporte e a data de entrega da mercadoria atrasar.

 

  • Pontos positivos:

    Oferece experiências em outros países, e muitas vezes servem como ponte para trabalhos em outros países propriamente ditos.

 

  • Pontos negativos:

    É um trabalho super competitivo, que está amplamente suscetível aos acontecimentos globais.

Para pessoas que não sabem lidar com riscos eco empregos onde se é necessário resolver problemas (e consertar erros) frequentemente, não é um âmbito viável.

 

Organizações:

Nesse âmbito, um administrador pode trabalhar em diversas áreas, como na administração financeira, controladoria, gestão de recursos humanos, planejamento estratégico, e na gestão estratégica, comércio exterior da organização, controle de custos, gestão de informações, elaborando o marketing, executando e elaborando a logística, gestão ambiental, controle de produção e de operações, gestão de processos, pesquisa de mercado e elaboração de plano de negócios.

Exige-se que o profissional seja especializado na área em que foi empregado, seja flexível, pontual e harmonioso com normas e regras. Além de ser extremamente valorizado que ele seja produtivo e possua muitas habilidades interpessoais. Os funcionários que possuem tais habilidades costumam ter grande êxito em organizações.

 

  • Pontos positivos:

    Amplo número de áreas disponíveis para administradores, dessa forma, se o indivíduo for flexível quanto ao cargo que quer exercer, ou não se importar de entrar em outro cargo para só depois tentar transferir para o que ele desejava, ele tem grandes chances de ser aceito na organização.

 

  • Pontos negativos:

    Organizações, por geralmente se tratar de instituições de grande escala, encontram-se dificuldades em controlar o desempenho de todos os funcionários, e em alguns casos, não se nota essa preocupação. Dessa forma, não é incomum encontrar líderes autoritários, ou outros que só buscam o lucro e se esquecem da qualidade de vida dos funcionários.

No entanto, quando se fala de organizações, é importante ressaltar que existem aquelas que não visam o lucro, ou seja, são sem fins lucrativos, se movendo através de um objetivo que tem por finalidade beneficiar a sociedade com o serviço ou produto daquela organização. Além de que o dinheiro arrecadado, que é excedente ao que eles necessitam, normalmente é direcionado para casos sociais.

 

Esportes:

Ademais, o curso de administração pode servir também, para o ingresso em setores esportivos, como em confederações (como a CBF- Confederação Brasileira de Futebol), na administração de times esportivos, na criação e no trabalho da imagem desses times, ou até mesmo dos jogadores e demais atletas, ou na organização de eventos esportivos (como a Olimpíada, que demanda de profissionais em seu planejamento, sua organização, e o controle durante a execução do evento), e nas instituições que buscam controlar e fiscalizar o âmbito esportivo.

Exige-se que o indivíduo tenha conhecimentos profundos do esporte em que trabalha que possua networking com outras pessoas do setor esportivo, que tenha originalidade e saiba fazer marketing pessoal.

 

  • Pontos positivos:

    Este setor pode oferecer contatos com pessoas de grande importância, além de ter considerável retorno financeiro.

 

  • Pontos negativos:

    Quem trabalha com esportes, independente do ambiente em que trabalha, precisa lidar com comentários e opiniões de leigos no assunto, não deixando com que isso influencie em seu trabalho. Além de ser obrigado a lidar com a pressão midiática.

 

Hotelarias:

A esfera das hotelarias tem atraído cada vez mais os olhares dos administradores, por se apresentar como uma área em ascensão, e que ainda não possui muito foco, tendo assim, menos concorrência para os cargos. O administrador trabalha geralmente na administração dos hotéis, que por mais que pareça fácil, costuma ser desafiador.

Exige-se que o profissional seja capaz de criar e controlar sua rede de parceiros e colaboradores para manter o processo funcionando perfeitamente, além de possuir habilidades interpessoais bem desenvolvidas, já que terá que lidar com seus clientes, parceiros, fornecedores, e visitantes a todo o momento e de forma constante. Tendo que além de criar uma boa relação com eles, ser capaz de cultivá-la e mantê-la.

 

  • Pontos positivos:

    É uma área em ascensão, e que ao ter êxito fornece grandes retornos financeiros.

  • Pontos negativos:

    Gerir uma hotelaria é uma tarefa desafiadora já que, afinal de contas, são vários detalhes a serem resolvidos e considerados. O setor hoteleiro é um ambiente competitivo e de alta pressão.

 

Agronegócio:

Levando em consideração que o setor agrícola é atualmente o responsável por 90% das exportações brasileiras, observa-se que o âmbito do agronegócio oferece grandes possibilidades de êxito. Os administradores trabalham com o planejamento, a organização, controle e a coordenação dos negócios, além de serem os responsáveis pela otimização dos processos, e o cuidado com os lucros.

Essa área demanda que o profissional tenha conhecimento de fatores internos e externos relacionados ao agronegócio, como precificação dos produtos, se há demanda, clima empresarial, tanto historicamente quando em previsões para o futuro, além de ser obrigado a saber se há mão de obra na região, e qual a eficiência dela.

  • Pontos positivos:

    Por ser um campo em alta e que se mantém durante anos no Brasil, ele é visto com um setor consolidado, que geralmente oferece bons retornos financeiros, além de sempre possuir empregos na área, já que é um ramo muito presente e extenso no país.

 

  • Pontos negativos:

    Este ramo está suscetível as alterações climáticas, e características ambientais, como a situação dos solos, volume de chuvas, etc. Podendo oferecer riscos ao seu emprego, em casos como secas ocorrência de fenômenos ambientais, etc.

Lorrayne Pessi

 

Compartilhe este artigo