Blog
Ufla Júnior

A utilização do Lego para resolução de problemas empresariais

10 de Maio de 2019 13:39

Você é do tipo de pessoa que acredita que Lego é apenas para crianças? Pois está muito enganado! A utilização do jogo como ferramenta para resolução de situações adversas vem ganhando força em empresas em todo mundo.

As famosas pecinhas coloridas foram alvo de estudos dos professores Johan Ross, Bart Victor e David Owen, além das contribuições do executivo Robert Rasmussen. Ao analisar a versatilidade das peças os pesquisadores idealizaram uma metodologia conhecida como Lego Serious Play (LSP), cuja função é solucionar problemáticas complexas, em que as respostas não são óbvias. Nesse sentido, o método contribuiu grandemente na melhora do planejamento estratégico de empresas, e no mapeamento de processos, além de seu maior benefício: o estimulo à criatividade.Segundo os idealizadores, a ferramenta deve ser utilizada por um grupo para que haja conflito de ideias e discussões, as quais proporcionariam o surgimento de várias vertentes que possibilitariam a resolução dos problemas.

Para isso, os autores descreveram os processos que devem ser feitos para a consolidação dos benefícios do método. São eles:

  • Perguntar qual problema deve ser resolvido
  • Construir uma história visando solução com as peças do lego
  • Compartilhe com todo o grupo o que foi criado
  • Reflita sobre os questionamentos apresentados

Além de fomentar o processo criativo dos membros da equipe, o método contribui na melhora da interação organizacional e no aumento do engajamento dos funcionários, uma vez que eles sentem-se estimulados e desafiados a trazerem inovações à empresa.

Tendo em vista as grandes empresas que já fizeram uso da ferramenta (Google, Natura, Toyota, Citibank) podemos considerar que o impacto do método foi tão grande quanto o do jogo! Uma das situações mais relevantes foi quando a  NASA apropriou dos conceitos dessa metodologia para discutir as possíveis causas do acidente com o ônibus espacial Columbia, em 2003. Nessa situação, os  participantes se surpreenderam com a versatilidade do método e com a forma com que ele se tornou um facilitador na tomada de decisões.

Então, se interessou pelo assunto?! Mas… ainda não sabe muito bem como aplicá-lo? Selecionamos algumas áreas da aplicação do método para te ajudar!

  • Relacionamento com o cliente: é possível simular a experiência do cliente, invertendo os papéis e analisando a situação com o olhar do cliente para a empresa
  • Construção de mercado: pode-se esboçar vários projetos, posteriores até mesmo do protótipo
  • Construção da cadeia de consumo: é possível discorrer acerca de todo processo

Agora sim! Depois dessas dicas ficou mais fácil mudar a visão de apenas brinquedos coloridos espalhados pela sala para uma grande oportunidade de revolucionar seu negócio!

Eloah Botelho Andrade

Compartilhe este artigo